Jin-Roh / Jin-Roh (Japão, 1998)

Jin-Roh é um desenho animado japonês (anime) de 1998, dirigido por Hiroyuki Okiura, adaptando o mangá (quadrinho nipônico) de Mamoru Oshii, famoso pelo cultuado Ghost in the Shell.

Jin-Roh se passa num mundo alternativo, em que a Segunda Guerra Mundial foi vencida pelos alemães e o Japão se tornou um estado totalitário. Neste cenário claustrofóbico, existe um grupo anti-terrorista chamado Brigada do Lobo, responsável por reprimir as tentativas de atentado. Numa destas missões, Kazuki Fuse, membro da Brigada, acaba gravemente ferido quando uma menina de 11 anos detona uma bomba bem a sua frente, matando-se. Ao recuperar-se física e psicologicamente do trauma, Kazuki se aproxima da irmã da suicida, iniciando um estranho romance que terá desdobramentos políticos inesperados e trágicos.

Obra-prima da animação adulta japonesa, Jin-Roh é talvez a produção mais sombria e deprimente em forma de desenho animado já feita. Com um rigor técnico quase inumano, é totalmente desenhado “à moda antiga”, ou seja, pintado à mão, sobre acetato, sem grande uso de computação gráfica, o que lhe dá uma atmosfera própria – em certos momentos, até mesmo bela. O roteiro é bastante intrincado, e no mesmo estilo rebuscado de Ghost in the Shell, termina-se o filme sem entender muitos de seus detalhes e sutilezas, graças a reviravoltas e uma trama política pouco sutil e bastante complexa. O desfecho de Jin-Roh é dos mais impactantes já levados a tela, minando no espectador qualquer expectativa de esperança naquele mundo e seus habitantes. Já disse, em tom de brincadeira, que deprimidos e pessimistas em geral devem passar longe desta produção – e do recente Filhos da Esperança também.

O roteiro traça um paralelo entre a terrorista suicida infantil, sua irmã e o soldado da Brigada do Lobo com a história de Chapeuzinho Vermelho. Mas não espere a versão simplificada pelos séculos modernos ou pelos irmãos Grimm, e sim uma versão talvez ainda pré-Perrault, em que o lobo vence e devora a garotinha do capuz vermelho. Jin-Roh é uma obra interessantíssima, mas pouco recomendada a quem encara o cinema apenas como uma forma rápida e rasteira de diversão passageira e esquecível.

Cotação: *****´

Página oficial
Página no IMDB

0 Responses to “Jin-Roh / Jin-Roh (Japão, 1998)”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: