Homem de Ferro / Iron Man (EUA, 2008)

Confesso não ler mais quadrinhos de super-heróis há anos. Sei que o Homem de Ferro foi reformulado, fazendo parte de um novo universo adaptado aos tempos atuais, chamado Ultimate. Lembre-se de que todos os super-heróis famosos atualmente foram criados antes mesmo dos anos 60, e atualizações são bem-vindas, desde que não destruam a essência da história original. Isso vale tanto para adaptações literárias quanto de quadrinhos – felizmente, Homem de Ferro é um exemplo positivo de transposição de mídia.

Tony Stark (Robert Downey Jr., perfeito) é um empresário da indústria armamentista: brilhante, biolionário, mulherengo, beberrão, irônico. Capturado no Afeganistão durante demonstração de um de seus mísseis, é obrigado a recriar a tal arma pelos seus raptores, pertencentes a um grupo terrorista. Constrói uma armadura, foge e decide abandonar o comércio de armas depois de ver suas próprias criações sendo usadas contra civis e soldados norte-americanos. Contará com o apoio de sua secretária, Pepper Pots (Gwyneth Paltrow), e terá como inimigo seu antigo mentor, Obadiah Stane (Jeff Bridges). Enquanto isso, cria uma armadura ainda mais sofisticada, que virá a ser conhecida como Homem de Ferro.

O roteiro é simples, eficiente e enxuto, sem gorduras ou cenas que deveriam ter ficado no chão da sala de edição (é curiosa a permanência desta expressão num tempo em que os filmes são editados em computadores e não nas moviolas). As cenas de ação são bem dirigidas e coreografadas por Jon Favreau, que se dá até ao luxo de fazer uma ponta. É curioso que Favreau demonstre tanto talento e boa percepção para este tipo de filme, porque suas produções anteriores (Elfo e Zathura) não demonstravam isso. De qualquer modo, não há grandes surpresas ou reviravoltas na trama, o que acaba sendo ótimo. Senti como se se estivesse lendo um gibi divertido e de boa qualidade; e, muito embora alguns events chegam a ser previsíveis, os detalhes de como acontecem lhes dão certo frescor – muito provavelmente foi isso que atraiu atores geralmente pouco dispostos a encarar filmes de super-heróis. Paltrow acerta no tom, dizendo mais com olhares do que com seus curtíssimos diálogos, enquanto Bridges se diverte criando um vilão clichê (careca e barbudo, parece a versão maligna de Lebowski). Mas o show pertence mesmo o Robert Downey Jr.: divertido, irônico e triste nas horas e medidas certas, faz de Tony Stark um herói ao mesmo tempo fanfarrão e levemente trágico, que arca com as imensas responsabilidades da decisão que tomou.

De certa forma, Homem de Ferro propõe um diálogo com o espectador mais atento de forma mais inteligente do que a média dos filmes de seu gênero. Ao dizer que as armas de Stark também abastecem terroristas, ele está criticando a política externa norte-americana? Por outro lado, quando o texto insinua que a venda de armas poderia continuar se elas fossem sempre parar nas mãos certas, o filme faz apologia de Bush e cia? Felizmente, Favreau não oferece a resposta, apenas monta o cenário de uma realidade mais complexa – mal comparando, algo como Tropa de Elite já fizera. Aposta na inteligência do seu público sem chateá-lo. Afinal, Homem de Ferro é uma adaptação de quadrinhos de super-heróis e faz isso com brilho.

Nota: Como sempre, Stan Lee faz uma ponta no filme de sua cria, a Marvel (editora que detém os direitos sobre Hulk, X-Men, Homem de Ferro, Capitão América, etc.). Desta vez, sua aparição é rápida demais para quem não o conhece: ele acaba sendo confundido com Huff Hefner, o chefão da Playboy, de costas, claro.

Cotação: ****

Página no IMDB
Site oficial

Anúncios

0 Responses to “Homem de Ferro / Iron Man (EUA, 2008)”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: