Medo e Obsessão / Land of Plenty (EUA, 2004)

Durante um bom tempo nos anos 80 e em parte graças a dois ótimos filmes, Paris, Texas e Asas do Desejo, Wenders foi um nome lembrado e cultuado – seu último projeto a ganhar repercussão foi o resgate da música cubana de Buena Vista Social Club de 1999. Em Medo e Obsessão, ele retoma o olhar estrangeiro sobre os Estados Unidos, agora sob a sombra dos atentados de 11 de setembro. Mas o resultado não é muito animador.

Paranóico depois do 11/9, o militar da reserva Paul (John Diehl) patrulha as ruas com um furgão enfeitado com todo tipo de tranqueira tecnológica. Seus únicos amigos são um sujeito quase tão paranóico quanto ele e sua sobrinha Lana (Michelle Williams), uma jovem dedicada a causas humanitárias. Eles se unem para investigar o assassinato de um imigrante paquistanês.

Medo e Obsessão é um filme destrambelhado, que dá a impressão de ter sido escrito às pressas. Ele oscila entre os dois extremos: a loucura de Paul e a bondade quase infinita (e irreal) de Lana. Tornam-se caricaturas na primeira metade do filme, que trata de humanizá-las a medida em que a tal investigação os leva a uma América miserável, habitada por branquelos solitários e imigrantes ilegais. Há um quê de Central do Brasil aqui, ao unir um homem desiludido e uma companheira mais jovem rumo ao coração desconhecido do país; é como se Wenders quisesse dizer que os EUA de verdade são aqueles paquistaneses perdidos no meio do deserto, vivendo em trailers decadentes, mas dispostos a receber bem quem lhes visita.

Aliás, é incrível que o diretor realmente acredite que o púiblico não saiba, desde o início da busca de Paul aos culpados pelo assassinato do paquistanês, no que aquilo tudo vai dar – em reconciliação com o passado e o presente. Sintomaticamente, a cena final se passa no Ground Zero, quando Lana diz que “talvez os mortos não queiram que se lute mais por eles” (cito de cabeça). Uma frase explícita que constrasta com a delicadeza da cena de Paris, Texas em que o Travis de Harry Dean Stanton reconquistava seu filho simplesmente caminhando com ele do outro lado da rua.

Cotação: **

Página no IMDB
Site oficial

0 Responses to “Medo e Obsessão / Land of Plenty (EUA, 2004)”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: