Eu tenho outro blog, o Universo Tangente, onde já falo de literatura, cultura, algumas bobagens e cinema. Mas, se já falo de cinema lá, para quê começar outro?

Simples, aqui no Todos os Filmes a idéia é registrar as minhas impressões sobre qualquer filme que eu assistir, seja ele bom, ruim ou ridículo. Como este é um registro de impressões, pretende-se que seja algo mais leve e rápido, diferente dos posts lá no Universo, que são maiores e mais detalhados.

Na verdade, eu sempre tive vontade de registrar todos os filmes que assisti (que idéia de nerd, huh?) e escrever umas poucas linhas a respeito. Alguns (10) anos atrás, imaginei fazer isso no Word ou algum editor, mas o vírus da procrastinação, sempre presente, me impediu. Como blog é um espaço em que você fala do que bem entente (ou não entende, o que é ainda mais comum) e dá opiniões que ninguém pediu, decidi transformar a idéia nisto aqui. E, sim, sou um cinéfilo bizarrão, capaz de ir de Vittorio de Sica a Spielberg num mesmo dia, ou melhor, num mesmo post. Por isso, não espere uma linha editorial (pode rir, eu deixo) clara; aqui cabe de tudo.

E, claro, seja bem-vindo.

Marcelo Lopes

8 Responses to “O Autor”


  1. 1 Mércia maio 6, 2008 às 2:10 pm

    Olá!

    Parabéns pelo novo espaço!
    Vc aceita sugestões de filmes para assistir e comentar?

    Abraços.

    Mércia

  2. 2 Marcelo Lopes maio 7, 2008 às 5:17 pm

    Mércia,

    Obrigado, bom te ver por aqui.
    Quanto às sugestões, é claro que aceito!

    Abs,
    Marcelo

  3. 3 Alexander maio 16, 2008 às 1:06 am

    Ufa! Que bom saber dessa sua iniciativa. Estava mesmo sentindo falta da sua consultoria…🙂

  4. 4 Marcelo Lopes maio 19, 2008 às 2:33 am

    Fala, Alex!

    Bom receber a sua visita… Vou tentar manter este blog sempre atualizado com filmes de gêneros e qualidades bem diversas toda semana, então eu espero que você encontre algo que te interesse com alguma frequência.

    Abs,

    Marcelo.

  5. 5 Ismael Imer maio 15, 2009 às 10:53 pm

    Rapaz, suas observações sobre o filme “O som do coração” me levaram a refletir sobre a tensão existenteentre a razão e a emoção…
    Suas colocações sobre as falhas do roteiro me levama deduzir que os devaneios tecnicistas empobrecem o espírito, suprimem as emoções e tornam a crítica a parte do humano.
    Meu amigo, se você não derramou uma lágrima com o filme, te recomendo sentar-se em uma igreja onde haja um coral com aquelas vozes maravilhosa como as do filme, ou talvez ir à um show de rock que tenha uma banda descente, ou, como última tentativa, vá à apresentação de uma boa orquestra em qualquer lugar.
    Se nem isso ajudar, Só Deus para fazer tal milagre.
    Abraços.

  6. 6 Marcelo Lopes maio 16, 2009 às 7:44 am

    Ismael,

    Obrigado pelo comentário. Se dei a entender na crítica do filme “O Som do Coração” que a música não é capaz de me emocionar ou enternecer, então foi um equívoco meu.
    Mas aí está uma distinção curiosa: a música me emociona sim; este filme não conseguiu, apesar de uma ou outra sequência (musical) inspirada. Achei, e continuo achando, que os clichês dele soterram sua intenção explícita de emocionar, pois acaba faltando autenticidade.
    Sugiro o ótimo filme “Apenas Uma Vez”, uma história simples e tocante, romântica e totalmente baseada na música, especialmente na belíssima “Falling Slowly”.

    Abs!
    Marcelo.

  7. 7 MARTA HOSMANN GALANT junho 28, 2009 às 6:21 am

    PORTO ALEGRE,28 de junho de 2009.
    MARCELO:
    Tive hoje o prazer de deparar-me com teu blog sobre cinema.Gostei muito.Mostra conhecimento,bom humor,ecletismo,opiniões firmes mas parece não querer impo-las e aceitar a dos outros,bom chega.Acho que meu primeiro filme foi um tal de “Filhos do Trovão” ,apaixonei-me pelo mocinho e chorei muito por saber que nunca encontraria-o,recentemente descobri quem era:Giuliano Gemma(meu gosto mudou drasticamente).Lembro de outro um pouco melhor:”Hatari”.Na época era possível entrar no cinema e assistir quantas sessões quisesse,vi 4 seguidas dos “Reis do Ie,Ie Ie”.Tenho muitos pecados:não gosto de Chaplin,ficção científica,Woodie Allen,John Waine,Gordo e o Magro,Buster Keaton,Mel Gibson,Jim Carrey,Cidadão Kane,Ano passado em Mariembad,SpikeLee,chega.Gosto de:Visconti,comédias italianas,cinema inglês,filmes noir,suspense,Johnnie Deep,John Malkovich,Jeremy Iron,Marlon Brando,Montgomery Clift,Hichcock,Seven,Fargo,Entre dois Amores,Blue Velvet,Pulp Fiction,Bonjour Tristesse,O Destino bate a sua porta, Perfume de Mulher,Vitorio Gasmann,Helmut Berger,Al Pacino,Scorsese,Mastroiani,chega.O que aconteceu com “Os Deuses Malditos”,não encontro em lugar nenhum.Falei tanto do que gosto ou não,vou deixar perguntas para próximo contato.Abraços.Hasta luego. MARTA HOSMANN GALANT

    • 8 Marcelo Lopes julho 5, 2009 às 11:22 am

      Marta,

      Perdoe a demora em publicar seu comentário e respondê-lo. Antes de mais nada, obrigado pelos elogios! E sua lista de preferências também é bem eclética, não fica nada atrás da minha…
      Quanto ao “Os Deuses Malditos” do Visconti, eu sabia que a Versátil havia prometido lançá-lo no Brasil, mas até hoje nada. Vou até mandar um e-mail para eles, quem sabe há alguma previsão?
      E continue vindo aqui no blog, porque agora voltarei a atualizá-lo com frequência.

      Abs!
      Marcelo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: